Browsing Tag

Brasília

Mil Fotos Pra Você

Um Quentinho no Coração

junho 23, 2017

Já chegou um ventinho gelado por aqui, e com ele as últimas folhas e flores estão se desprendendo dos galhos das minhas bougainvílleas e rodopiam pela grama do jardim.

Enquanto espero pela primavera para que elas voltem a florescer, faço o meu velho e bom ritual – tricotar uma touca para os dias frios.  Afinal de contas, tricoto desde os dezessete anos de idade e sempre espero ansiosa por esses dias menos quentes, porque vamos combinar né: não tem como se quer pensar em um novelo de lã em um calor insuportável não é verdade?

E assim, da maneira mais simples possível, faço pontinho por pontinho e arremato com  a delicadeza do feito a mão, do feito por mim.

Só para deixar registrado, o quanto as coisas singelas são capazes de deixar os dias e por que não a vida mais incrivelmente gostosa.

E ainda faz um quentinho na alma corpo e coração, bom né?

Beijo 🙂

Mil Fotos Pra Você

Aleatoriedades…

maio 11, 2017

A minha semana merece um Vade Retro em alto e bom som, porque muita coisa vem dando errado desde que este mês começou  – estou doente desde sábado; sábado esse que foi meu aniversário, e eu poderia perfeitamente ter usado um chapeuzinho de papel sobre a cabeça, esperar o grande momento de assoprar as velhinhas sozinha, para celebrar minha existência e blá, blá,blá. No entanto essa data só significa, que  o pior dia dos 365 dias do ano chegou.

Sempre detestei fazer aniversário, não sei explicar só fico profundamente triste neste dia. Além do mais, não acredito que a  passagens das datas comemorativas mudem alguma coisa, como muitos acreditam…

Ficar dentro de casa por tanto tempo me deixa mais irritada e incomoda mais que a dor que sinto. Acredito que meu mau humor tem mais haver mesmo com o fato de que precisei adiar minha viagem; estou precisando urgentemente de um tempo só pra mim, quebrar o ciclo vicioso que me ronda constantemente.

No feriado, estive na minha cidade “amorzinho, favorita tudo de bom” – Pirenópolis, mas certamente o mês já dava os primeiros sinais que não seria legal, ao invés de ficar na cidade, não, a esperta aqui resolveu que iria a Venda do Bento, um restaurante dentro de uma fazenda que na minha opinião já foi incrível, quando era um espaço pequeno – Tem comida boa, porém cara, tem muito verde, e um montão de coisas antigas espalhadas pelo lugar.

Mas agora que cresceu, ficou um tanto impessoal. O lugar ainda é bem familiar, tipo: cheio de pais, filhos e muito choro de crianças que faz qualquer um que não tenha filhos enlouquecer e querer sair de lá rapidinho. Foi o que eu fiz. Porque você procura um lugar para curtir o feriado, colocar as ideias em dias e ficar calma. Mas todavia não foi bem isso que aconteceu.

Bento, tchau e bença, porque não volto nunca mais! Ok! quem sabe em um dia mais calmo, eu volte…


Procura-se quem tenha tempo para vender – O  Reverson, melhor compositor de todos os tempos e meu amigo mais louco, andou puxando minha orelha, porque não andei treinando com meu ukulele. Preciso de umas seis horinhas a mais para fazer tudo o que preciso, e isso é sério.

Precisando fazer uns paranauê, pra acabar com essa mandinga que baixou por aqui, não posso deixar a peteca cair, não é verdade ? – Vade retro!  🙂 

 


Beijo no coração…

Mil Fotos Pra Você Na Mordida

Bicho de Goiaba

março 13, 2017

Cozinhar é uma coisa maravilhosa, princialmente se você assim como eu não precisa ou é obrigada a pilotar o fogão todo santo dia.

Essa aqui não é uma das muitas receitas da minha avó Sinhá, mestre na arte de fazer doces caseiros. Mesmo porque eu não gostaria de ficar horas a fio mexendo uma colher de pau até o doce chegar ao ponto certo.

Essa é uma receita de goiabada cascão que desmancha na boca, mas que não tem cara de receita super elaborada, e é feita na panela de pressão.

Fui desenvolvendo ao longo dos anos, acrescentei ingredientes que conclui que combinariam entre si. A inspiração foi surgindo e só fui seguindo o caminho do meu instinto. E que coisa mais linda é a criação, não é verdade?

Vou deixar a receita aqui que garanto: cura espinhela caída, olho gordo, depressão, praga de mãe e de madrinha hahah!

Ok! isso é brincadeira, mas manter a mente e corpo ocupado faz muito bem ao coração e o ambiente fica com cheirinho de casa de vó. Então só por hoje, vamos abraçar as panelas.

Receita

1 Kg de goiaba

500g de açúcar mascavo

2 cálices do seu vinho tinto suave favorito ( prefiro o vinho tinto porque ele deixa o doce com essa cor escura linda, não gosto de nada branco com cara de azedo). Mas vocês podem acrescentar o vinho branco, aqui vale o gosto pessoal de cada um, certo?

200ml  de água.

Modo de Preparo 

Lave e pique as goiabas; a casca e o caroço também . Lembre-se, esse é um doce de goiabada cascão.

Em uma penela de pressão, intercale uma camada de goiabas picadas e outra de açúcar mascavo, e por fim acrescente o vinho e a água.

Feche a panela, quando começar a dar pressão conte mais 15 minutos e só depois desligue o fogo. Abra a panela de pressão somente quanto todo o ar estiver saído naturalmente. Nada de colocar debaixo da torneira da pia para acelerar a abertura. Entenda que esse tempo é importante para  as frutas continuarem  seu cozimento.

Passado essa etapa, vocês podem optar por consumir o doce em pedaços, ou bater no liquidificador. Sinceramente prefiro a segunda opção, pois acho que o deixa  com  textura aveludada. Em seguida é só peneira-lo, colocar nos potes e correr pro abraço dos amigos! Porque gente, meus amigos adoram os doces que faço.

 

Meus potes de doces, distribui entre meus vizinhos  de comércio. Mas vocês podem vender, presentear a família, amigos ou esconder e comer tudinho sozinho.

Beijo doce!!!

Ps. Experimentem com outras frutas, pessoal fica muito bom, verdade eu já testei com todas…

2 on 2 Dois Mundos Mil Fotos Pra Você

Barcos – 2 on 2

dezembro 5, 2016

_2on2mg_5792_morganialima

Miguel,

fiz barquinho de papel

porque não sei fazer avião.

Vou colocar no mar.

Daqui, até lá

não vai demorar chegar.

Pega um e navega pelo mundo.

Você sabe que há muito para ser visto em toda parte,

desde que a gente mantenha os olhos bem abertos.

_mg_57602_morganialima

 

Blog da Faby aqui

🙂

Mil Fotos Pra Você

Sr. Ladrão(a)

novembro 23, 2016

_mg_5437_morganialima

Sr. Ladrão(a), primeiro espero sinceramente que você saiba ler; caso contrário peça para alguém fazer isso para você. Vou te contar os motivos que me levaram a colocar vasos de gerânios  na fachada da loja:

“Quero deixar a rua que me parece tão sem graça mais bonita para todo mundo que passa por ali. Seja de carro ou a pé; de avião ou de balão, o que custa deixa esse mundo mais bonito? Então por favor colabore”.

Já passaram três semanas desde que você resolveu surrupiar meu vaso de gerânios e  realmente posso entender  a tua falta de caráter – minhas plantas são incrivelmente lindas e tu não resistiu, certo? Mas ainda sim eu sinto falta delas.

Era uma manhã quente de domingo, quando cheguei na estufa, o pessoal havia acabado de molhar todas as plantas, e vez ou outra  era surpreendida por pingos de água, que caim  sobre a minha  pele – isso dá uma sensação gostosa, e você não tem vontade de sair de lá nunca mais. É tão verde, tão perfumado, tão colorido. Se tiver uma oportunidade aconselho que faça isso o quanto antes.

Domingo é meu dia favorito da semana. E já te explico: siga meu raciocínio lógico (caso você consiga é claro, é porque você pode ser uma criatura desprovida de faculdade mental) vai saber – Domingo é dia de passeio, de encontrar os amigos, a família, o amor de sua vida. Para quem gosta ou precisa: ir a igreja, falar com Deus “Ele” não está lá, mas há quem acredite nisso, enfim… Serve para você ficar de pernas pro ar; encontrar um café bacana na cidade; passear com o cachorro; pedalar por horas de bicicleta; ir ao cinema comer pipoca salgada com muita coca-cola gelada hummm! Testar uma receita nova ou até mesmo fazer uma viagem curtinha sabe? Tanta coisa legal pode acontecer, por isso ele é um dia especial para mim.

Eu já ouvi pessoas comentarem que a melhor coisa que fiz foi voltar para a fábrica.  Não concordo, mas precisei voltar. E como você notou, o lugar estava mal tratado e  não gostei nada do que encontrei ali, mas também adorei a ideia de poder transformar, limpar, ajeitar, colar, remendar… Se é pra deixar o lugar mais bonito  sou a pessoa certa para o trabalho.

O que  encontrei foi uma tela em branco, então pintei e organizei, mas faltava os acessórios . E comecei a observar a fachada da loja, no processo muito simples: andava até o outro lado da rua e ficava buscando uma forma de transformar e acrescentar algo que chamasse a atenção das pessoas que passavam ali,  e foi em uma dessas minhas idas e vindas que imaginei  um banco, vasos de flores pendentes, dessas que caem feito cascata, e na cor vermelha, para combinar com as cores do estabelecimento.

Porque de uma coisa estou certa, mesmo que eu “ainda” não trabalhe com o que gostaria, acredito que independente dos motivos pelos quais isso ainda não aconteceu,  preciso me esforçar e fazer o meu melhor todo dia. Aqui cabe ser inteligente para poder tirar proveito da situação, por que é ela que no momento certo vai fazer  que eu consiga realizar meu objetivo final. Mas evidentemente você não tem a mínima concepção  do que estas palavras significam, uma pena.

Você gostou, certo?

Pintei de vermelho e verde – a parede de tijolinhos  na parte interna ficou uma graça, não acha que fez um par perfeito com os azulejos antigos no chão?

Viu que salpiquei alguns cactos e quadros por lá? E o freezer tadinho, estava precisando de uma ajeitada. Dei um tapa no balcão também, ele é velhinho, mas vai ficar lá até não aguentar mais, tenho por crença  que o mundo não precisa de mais lixo, sabe!

Mas preciso admitir: você é mais esperto, teu negócio é roubar. A otária aqui, conserta, planta, deixa bonito, e você fica com a parte mais fácil: vai na calada da noite e  sou agraciada pelo seu talento que só um fracassado(a) como você poderia  ter.

Voltei essa semana para comprar tudo outra vez: terra, gerânios, vasos, correntes para pendura-los, agora não serão apenas dois, mais três encantadores  vasinhos que irão lançar pequenas pétalas ao vento, deixando minha calçada mais charmosa de pisar. E  agora escrevendo isso cheguei a uma infeliz conclusão: caramba tu é muito preguiçoso (a) tinha dois vasos e você só levou um :/

No processo de plantar tudo novamente, machuquei minha mão com a furadeira e o martelo. Juro que quando estava chorando de dor enquanto colocava o gelo no machucado, foi a primeira vez que odiei você, e odiar uma pessoa é um sentimento terrível. Não posso deixar que ele crie raízes, é algo ruim que precisa ser descartado, arrancado feito erva daninha.

Se fui alertada que poderia ser roubada?

– Sim, mas eu não quis acreditar e eu não quero acreditar.

– Estou em negação?

-Não! Eu acredito que boas ações tem o poder de transformar as pessoas e as coisas ao nosso redor.

E é por esse simples motivo que preciso continuar plantando uma, duas quantas vezes for preciso, enquanto eu estiver por aqui.

Vou te dar um conselho: se é pra roubar, roube a falta de fé  que permite  ao ser humano acreditar que ele não é capaz.

 Você viraria um herói diante da humanidade…

Pensa com carinho sobre  isso e muda de vida.

_mg_5438_morganialima

_mg_5436_morganialima

_mg_5417_morganialima

_mg_5422_morganialima

_mg_5406_morganialima

_mg_5403_morganialima

_mg_5434_morganialima

_mg_4059_morganialima

_mg_5428_morganialima

 

Antena Ligada Mil Fotos Pra Você

Sobre o Templo Budista, Quermesse e Filas

setembro 28, 2016

bu1_morganialima

Melhor que palavras vazias é uma que traga paz

Flor, luz e amizade.

Diz a verdade, ao ler estas palavras, não faz você sentir uma sensação agradável de bem estar?

Este foi o tema da 43ª quermesse do Templo Budista aqui de Brasília, no entanto eu deveria ter feito este post em agosto, porque foi o mês que o evento aconteceu.

Porém engatei em duas viagens seguidas e em mais uma reforma na fábrica. Ultimamente ando na companhia da furadeira, parafusos, latas de tintas, spray, adesivos de parede, e muitas idas e vindas nas lojas especializadas em todo o material que eu preciso para concluir o projeto.

E nestes momentos a ansiedade me consome, e só tenho vontade de gritar; porque eu quero fazer tudo em um único dia e começar um novo projeto. A minha urgência é sempre muito grande, no entanto: ansiedade + urgência é = Morgânia doente… Para desfazer uma situação tensa é preciso relaxar, descontrair, para seguir adiante.

Eu sei da importância de acalmar a mente para manter o corpo físico saudável.

Então o convite da Michelle Catarine, para que eu a acompanhasse ao templo,  me pareceu uma excelente solução para minha mente agitada, e de quebra colocava a conversa em dia com minha amiga, que  não via tinha quase um ano.

Cheguei meia hora antes do horário combinado; era minha primeira vez no evento e não queria ter que perder muito tempo com filas. Segundo a informação que  tinha, a festa costuma atrair um número considerado de pessoas em um espaço pequeno.

Aos sábados e domingos a quermesse sempre começa das 17h às 22h. Todavia minha prevenção acabou me rendendo R$ 5.00 a mais no bolso, justamente no último dia até às 6h a entrada era livre.

O pátio do templo estava iluminado com lanternas, fitas de cetim na cor branca e vermelha, e flores de papel crepom colorido, para celebrar o Urobon, que ficou conhecida como quermesse mas que já tem uma tradição de 2.500 anos. Uma celebração para honrar a memória dos ancestrais dos participantes.

No decorrer do evento pratica-se  a dança  Bon Odori, onde  as pessoas são convidadas a fazer parte das coreografias, para agradecer à natureza, imitando os movimentos de plantio da colheita.

Mas o inevitável aconteceu: chegou a hora das filas

  • A primeira para comprar as fichas de comidas.
  • Uma segunda para a retirada das mesmas – esse é um dos destaques da festa, pela sua variedade de comidas japonesas – optei por uma das mais típicas do Japão: o udon e o tempurá. Já a Mi escolheu o gyoza suíno e camarão empanado.
  • Para desfrutar das muitas barracas que oferecem serviços de beleza, roupas, acessórios, doces, chocolates, chás, cafés  e artes da cultura japonesas, você enfrenta mais algumas pequenas filas, para ser atendido.
  • E uma outra para entrar no templo – como sinal de respeito, primeiro você retira os sapatos, e caminha em direção, ao altar, e adivinha? Segue em uma fila até lá, para em seguida colocar um punhado de incenso em pó sobre brasas. Um ritual de oferecimento, que representa como o carma é criado: pensamentos, palavras e ações.

Eu não participei de nenhum ritual, de nenhuma dança, ou meditação, somente agradeci. Só precisava ficar ali observando as pessoas, e ouvindo  as muitas histórias da Mi; de como ela um dia irá se tornar uma pessoa extremamente rica com direito a motorista particular e viajar pelo mundo.

Neste momento abraço minha amiga com carinho enquanto  empresto dois band-ain de Hello Kitty para as bolhas que acabaram de se formarem em seus pés.

Às vezes você só precisa, de um abraço amigo (o meu caso) e de band-ain  (a Michelle)  pra ser feliz…

bu_morganialima

bu3_morganialima

fl_morganialima

do_morganialima

do1_morganialima

Meu doce favorito japonês  🙂

Moti misto – Bolinho de arroz – Moti- (bater) é feito no ussu (pilão japonês) e com tsuchi (marreta de madeira)

bu4_morganialima

A luz do Buda é tão forte que ofusca o sol com seus benefícios. Em qualquer lugar que estiver ela me alcançará.

Recito namandabu – namandabu – namandabu em agredecimento

Para quem acredita na citação que acabei de escrever, é só pegar o pedaço de papel metalizar um desejo, e em seguida amarrar este papel ao varal.

Depois esperar que ele se realize.

Porque tudo é uma questão de ter fé, certo?

 

Beijos…

 

 

Antena Ligada Mil Fotos Pra Você

Palácio de Tábuas

março 1, 2016

 

JK_morganialima 5m

Provavelmente, este é o projeto mais modesto do arquiteto Oscar Niemeyer  , que deixou um currículo  respeitável. O Palácio do Catetinho  foi construído em tempo recorde: em dez dias para ser exata.

Um prédio muito simples de conforto quase zero, feito de tábuas que ao serem pisadas fazem com que seu corpo se projete um pouco para baixo, e algumas vezes pode-se ouvir o ranger da madeira. Mas deixando a sensações de lado e entrando na praticidade, o objetivo na época era construir um lugar para que o presidente Juscelino Kubitschek não precisasse se afastar das obras de construção da nova capital – Brasília. Tudo isso cercado por uma natureza exuberante.

Mas sua simplicidade não esconde detalhes de uma época saudosa, os anos 1950.

Preparem para as seguintes fotos, pois os objetos a seguir são altamente desejáveis.

JK_morganialima 4m

JK_morganialima 21

JK_morganialima 26

Pisos de tábuas

JK_morganialima 1

JK_morganialima 1m

JK_morganialima 4

JK_morganialima 3

JK_morganialima 20

JK_morganialima 2

Sala de refeições

JK_morganialima 16

JK_morganialima 14

JK_morganialima 13

JK_morganialima 15

Sala de despacho

JK_morganialima 17

JK_morganialima 19

Bar na varanda

JK_morganialima 9

JK_morganialima 22

JK_morganialima 18

JK_morganialima 12

Suíte presidencial

JK_morganialima 24

JK_morganialima 27

Visitar o Palácio do Catetinho, é resgatar uma época em que o Brasil era capaz de criar grandes obras. Mas a pergunta que não quer calar é: A onde foram parar essas pessoas capazes de sonhar  e realizar coisas tão incríveis ?

Que vocês tenham uma resto de tarde encantador…

Ps. Situado às margens da BR – 040 – próximo a cidade Bandeirantes ( antiga cidade livre).

 

Dois Mundos

Escolha

fevereiro 24, 2016

caramu_morganialima

Como este pequeno caramujo, você escolhe todos os dias se quer ir para direita ou esquerda, subir ou descer (no caso dele; deslizar).

Lembre-se apenas que consciente ou inconsciente, você planeja cada momento do seu dia que tem implicações na sua vida.

Que você possa fazer escolhas incríveis, sempre!

Porque inquestionavelmente você me inspira…

 

Ps.Filmagem – Canon 3Ti

Dois Mundos

Metamorfose…

fevereiro 1, 2016

Que você possa presenciar e fotografar momentos como estes…Sejam eles uma transmutação física ou moral.

Inquestionavelmente, você me inspira…

 

Ps. Filmadora SONY Handycam DCR – SX41

Mil Fotos Pra Você Sorteio

Extra! Extra! Extra! Sorteio!!!

novembro 21, 2015

caneca_morganialima44

Estou de volta, o coração já estava sufocado de tanta saudade.Não pretendo escrever aqui o motivo pelo meu sumiço, não vale a pena, acreditem…

E para comemorar essa nova fase aqui do blog, vou sortear essa caneca da Vaca & Cia, que achei incrível, não só pela ilustração, mas por ser de ágata (esmaltado) bem do tempo da vovó.

caneca_morganialima5 caneca_morganialima caneca_morganialima6 caneca_morganialima7

Como vocês já sabem, a única regra para participar do sorteio é deixar um comentário  que esta participando e pronto.

Dia do sorteio 28 de novembro de 2015.

Boa sorte!!!

Ps. Sorteio válido em território nacional.