Browsing Tag

Brasília

2 on 2 Mil Fotos Pra Você

2 on 2 – Dezembro

dezembro 2, 2017

Termino o ano com um novo projeto, uma declaração de amor silenciosa e provavelmente uma gigantesca aventura; aprender a fotografar  ainda é um desafio, principalmente falando de fotos analógicas. No entanto, muito ansiosa para capturar fragmentos cotidianos do ser humano: vida, amor, solidão, verdades e mentiras…

Agora vamos para o blog da Faby Tsukino 🙂

2 on 2 Mil Fotos Pra Você

2 on 2 – Outubro

outubro 4, 2017

O projeto fez um ano Faby, e mais um vez o meu atrasou, e a culpa é só minha, ando confusa sobre essa coisa da vida ser um grande jogo, e estou  bem cansada de tudo sabe?

Essa semana vou sair da cidade; meio sem rumo, como costumo fazer, só que na companhia do George Harrison.

Parece uma boa ideia, não acha?

Mas sobre o projeto aqui no blog da Faby Tsukino

🙂

2 on 2 Mil Fotos Pra Você

2 on 2 – Ora Ora Ora Sua Tola!

setembro 6, 2017

O projeto atrasou alguns dias, no entanto pude bordar a tristeza e o gosto amargo das mentiras que tenho engolido por anos de muita gente a minha volta.

Tenho me perguntado quando irei tomar vergonha na cara…

Ora ora ora sua tola, chegou a hora! (essa é minha lúcida e sábia consciência falando).


Fotos da Faby aqui

100ml de diversão Mil Fotos Pra Você

Vá de Kambosa…

agosto 25, 2017

Esse é o Pedro e a sua Kombi. A Kombosa nome que ele carinhosamente chama seu local de trabalho, é meio biblioteca, meio café e loja de discos de vinil.  Mas tem um diferencial importantíssimo: cada dia ele é privilegiado por uma paisagem diferente, sério, isso é meu maior sonho de consumo. EU QUERO TRABALHAR ASSIM!Está ouvindo universo?

E o mais legal vou te contar agora: além do cappuccino ser uma delícia (ele chega para mim, bem morninho, é que eu não dou conta de beber nada quente, sou uma negação neste sentido, rsrsrs), você escuta uma boa música que o Pedro faz questão de colocar na vitrola enquanto você escolhe os livros no sebo, aííí gente; é amor que alimenta alma corpo e coração. Adoro gente criativa, inteligente e que pensa fora da caixinha!

Meus novos livros, de escritores aqui de Brasília 🙂

Buraco do Jazz


Onde encontrar:

Por ser um truck, você precisa seguir a Kombosa  pelo instagram aqui para saber qual a próxima parada.

Ps. Este não é um publieditorial.

🙂

2 on 2 Mil Fotos Pra Você

2 on 2 – Agosto

agosto 2, 2017

Juro, que tinha em mente outro tema que não fosse o Benedito, para o 2 on 2 desse mês de agosto. Passei dois dias bordando umas ilustrações que acho que ficaram bem bacanas. Porém foi encostar no notebook para o B começar o jogo de sedução dele – A verdade é que o B sabe me hipnotizar. Ele fica fazendo um bilhão de poses fofas e não consigo pensar em outra coisa a não ser o quanto ele é perfeito, fofinho, lindão e como gostaria que meus cachorros: Orfeu, Trilha e o Valente ficassem alguns minutinhos posando para minha lente, mas a galera simplesmente me ignorara;o que eles querem é sair correndo e rolar pela grama…

E o Benedito sei lá como descobriu essa minha fraqueza por poses de gatinhos. A  coisa anda tão seria que cheguei a cogitar trocar o nome do blog para Benedito O Gato. No entanto,  vou apenas fazer uma categoria para ele aqui.

Porque de uma coisa tenho certeza: aqui vai rolar muita foto desse bichano.

O B sabe o quanto ele é gato e se aproveita disso…

Agora corre para o blog da Faby Tsukino 🙂

Bjs!

Mil Fotos Pra Você Na Mordida

Operação Brigadeiro

julho 21, 2017

Esse é um mini  post sobre meu amigo  Hervé Glon:  65 anos, francês, naturalizado americano (ele viveu por 36 anos na Califórnia) gosta de pegar carona, adora brigadeiro e eu o peguei para criar-lo.

Hahahah!

Ok, eu não o peguei para criar, eu peguei ele na estrada e dei uma carona para Pirenópolis no começo do ano e a gente virou amigo e agora ele está passando algumas semanas aqui em casa ;aprendendo o meu idioma, conhecendo muitas cidades satélites, meus amigos, minha louca e mal humorada rotina, aprendendo gírias e alguns palavrões – e comendo muito brigadeiro.

Ele gostou tanto dos brigadeiros que fiz para a festa da linda Júlia (a festa foi legal né Jú?) que  meio que viciou no doce, a ponto de todas as manhãs no café da manhã  perguntar se iriamos fazer mais brigadeiros.

Sério, parecia uma criança!

A minha resposta sempre variava de acordo com meu humor – Tenha calma nós iremos fazer… Hoje eu não estou afim… Agora preciso comprar meias… Quero só ouvir música o dia inteiro… Tenho uma montanha de roupa para lavar… Hervé eu não sei…

Até que bateu aquela vontade, e lá fui eu fazer um carinho nas panelas.

Confere o vídeo para saber o resultado:

Mil Fotos Pra Você

Um Quentinho no Coração

junho 23, 2017

Já chegou um ventinho gelado por aqui, e com ele as últimas folhas e flores estão se desprendendo dos galhos das minhas bougainvílleas e rodopiam pela grama do jardim.

Enquanto espero pela primavera para que elas voltem a florescer, faço o meu velho e bom ritual – tricotar uma touca para os dias frios.  Afinal de contas, tricoto desde os dezessete anos de idade e sempre espero ansiosa por esses dias menos quentes, porque vamos combinar né: não tem como se quer pensar em um novelo de lã em um calor insuportável não é verdade?

E assim, da maneira mais simples possível, faço pontinho por pontinho e arremato com  a delicadeza do feito a mão, do feito por mim.

Só para deixar registrado, o quanto as coisas singelas são capazes de deixar os dias e por que não a vida mais incrivelmente gostosa.

E ainda faz um quentinho na alma corpo e coração, bom né?

Beijo 🙂

Mil Fotos Pra Você

Aleatoriedades…

Maio 11, 2017

A minha semana merece um Vade Retro em alto e bom som, porque muita coisa vem dando errado desde que este mês começou  – estou doente desde sábado; sábado esse que foi meu aniversário, e eu poderia perfeitamente ter usado um chapeuzinho de papel sobre a cabeça, esperar o grande momento de assoprar as velhinhas sozinha, para celebrar minha existência e blá, blá,blá. No entanto essa data só significa, que  o pior dia dos 365 dias do ano chegou.

Sempre detestei fazer aniversário, não sei explicar só fico profundamente triste neste dia. Além do mais, não acredito que a  passagens das datas comemorativas mudem alguma coisa, como muitos acreditam…

Ficar dentro de casa por tanto tempo me deixa mais irritada e incomoda mais que a dor que sinto. Acredito que meu mau humor tem mais haver mesmo com o fato de que precisei adiar minha viagem; estou precisando urgentemente de um tempo só pra mim, quebrar o ciclo vicioso que me ronda constantemente.

No feriado, estive na minha cidade “amorzinho, favorita tudo de bom” – Pirenópolis, mas certamente o mês já dava os primeiros sinais que não seria legal, ao invés de ficar na cidade, não, a esperta aqui resolveu que iria a Venda do Bento, um restaurante dentro de uma fazenda que na minha opinião já foi incrível, quando era um espaço pequeno – Tem comida boa, porém cara, tem muito verde, e um montão de coisas antigas espalhadas pelo lugar.

Mas agora que cresceu, ficou um tanto impessoal. O lugar ainda é bem familiar, tipo: cheio de pais, filhos e muito choro de crianças que faz qualquer um que não tenha filhos enlouquecer e querer sair de lá rapidinho. Foi o que eu fiz. Porque você procura um lugar para curtir o feriado, colocar as ideias em dias e ficar calma. Mas todavia não foi bem isso que aconteceu.

Bento, tchau e bença, porque não volto nunca mais! Ok! quem sabe em um dia mais calmo, eu volte…


Procura-se quem tenha tempo para vender – O  Reverson, melhor compositor de todos os tempos e meu amigo mais louco, andou puxando minha orelha, porque não andei treinando com meu ukulele. Preciso de umas seis horinhas a mais para fazer tudo o que preciso, e isso é sério.

Precisando fazer uns paranauê, pra acabar com essa mandinga que baixou por aqui, não posso deixar a peteca cair, não é verdade ? – Vade retro!  🙂 

 


Beijo no coração…

Mil Fotos Pra Você Na Mordida

Bicho de Goiaba

Março 13, 2017

Cozinhar é uma coisa maravilhosa, princialmente se você assim como eu não precisa ou é obrigada a pilotar o fogão todo santo dia.

Essa aqui não é uma das muitas receitas da minha avó Sinhá, mestre na arte de fazer doces caseiros. Mesmo porque eu não gostaria de ficar horas a fio mexendo uma colher de pau até o doce chegar ao ponto certo.

Essa é uma receita de goiabada cascão que desmancha na boca, mas que não tem cara de receita super elaborada, e é feita na panela de pressão.

Fui desenvolvendo ao longo dos anos, acrescentei ingredientes que conclui que combinariam entre si. A inspiração foi surgindo e só fui seguindo o caminho do meu instinto. E que coisa mais linda é a criação, não é verdade?

Vou deixar a receita aqui que garanto: cura espinhela caída, olho gordo, depressão, praga de mãe e de madrinha hahah!

Ok! isso é brincadeira, mas manter a mente e corpo ocupado faz muito bem ao coração e o ambiente fica com cheirinho de casa de vó. Então só por hoje, vamos abraçar as panelas.

Receita

1 Kg de goiaba

500g de açúcar mascavo

2 cálices do seu vinho tinto suave favorito ( prefiro o vinho tinto porque ele deixa o doce com essa cor escura linda, não gosto de nada branco com cara de azedo). Mas vocês podem acrescentar o vinho branco, aqui vale o gosto pessoal de cada um, certo?

200ml  de água.

Modo de Preparo 

Lave e pique as goiabas; a casca e o caroço também . Lembre-se, esse é um doce de goiabada cascão.

Em uma penela de pressão, intercale uma camada de goiabas picadas e outra de açúcar mascavo, e por fim acrescente o vinho e a água.

Feche a panela, quando começar a dar pressão conte mais 15 minutos e só depois desligue o fogo. Abra a panela de pressão somente quanto todo o ar estiver saído naturalmente. Nada de colocar debaixo da torneira da pia para acelerar a abertura. Entenda que esse tempo é importante para  as frutas continuarem  seu cozimento.

Passado essa etapa, vocês podem optar por consumir o doce em pedaços, ou bater no liquidificador. Sinceramente prefiro a segunda opção, pois acho que o deixa  com  textura aveludada. Em seguida é só peneira-lo, colocar nos potes e correr pro abraço dos amigos! Porque gente, meus amigos adoram os doces que faço.

 

Meus potes de doces, distribui entre meus vizinhos  de comércio. Mas vocês podem vender, presentear a família, amigos ou esconder e comer tudinho sozinho.

Beijo doce!!!

Ps. Experimentem com outras frutas, pessoal fica muito bom, verdade eu já testei com todas…