Browsing Tag

frio

Mil Fotos Pra Você

Um Quentinho no Coração

junho 23, 2017

Já chegou um ventinho gelado por aqui, e com ele as últimas folhas e flores estão se desprendendo dos galhos das minhas bougainvílleas e rodopiam pela grama do jardim.

Enquanto espero pela primavera para que elas voltem a florescer, faço o meu velho e bom ritual – tricotar uma touca para os dias frios.  Afinal de contas, tricoto desde os dezessete anos de idade e sempre espero ansiosa por esses dias menos quentes, porque vamos combinar né: não tem como se quer pensar em um novelo de lã em um calor insuportável não é verdade?

E assim, da maneira mais simples possível, faço pontinho por pontinho e arremato com  a delicadeza do feito a mão, do feito por mim.

Só para deixar registrado, o quanto as coisas singelas são capazes de deixar os dias e por que não a vida mais incrivelmente gostosa.

E ainda faz um quentinho na alma corpo e coração, bom né?

Beijo 🙂

Diário de Viagem Mil Fotos Pra Você The Road Is Home

Frio, Frio

junho 26, 2015

 

Não é mais novidade para ninguém: basta o tempo esfriar que as agulhas passam a ser minhas companheiras intimas. Sinto que vou ter um treco se não tricotar, seja lá o que for.

Então, ontem acordei muito animada, e fui para o centro da cidade procurar alguma loja para comprar o material.Para minha surpresa, tudo aqui é bem caro. Por que cidade pequena tem a mania de vender as coisas mais caras em relação as grandes cidades?

É verdade que eu poderia ter comprado tudo em Brasília, e colocado na mala. Mas ao fazer isso eu perderia a oportunidade de andar pelas ruas procurando o material, conhecer lugares novos, sentir o vento frio no rosto e não teria conhecido a atendente da loja, tão calma e prestativa. Pagar um pouco a mais pode ter suas vantagens.

E como dizia meu pai: “Homem foi feito para trabalhar,dinheiro para gastar e carro pra rodar por aí…” E eu concordo em gênero, número e grau com ele.

No mais passei o dia inteiro tricotando e ouvindo Frío ,Frío de Juan L. Guerra e com uma vontade louca de dançar. Mas no meu quarto só tem o Orfeu e ele não gostou muito bem da ideia,quando eu coloquei ele no colo e saí rodopiando. Deveria ter filmado isso pra mostrar aqui hahahah!

Ah!, eis meu trabalho pronto 🙂

 

 

 

 

 

 

Beijo

 

Oi!

Pequenos Prazeres Em Dias Cinzentos.

junho 17, 2014
Quando encontrei esse galho de primavera no começo da semana não sabia que ele poderia render fotos coloridas para os dias cinzentos, frios com ventos uivantes; aqueles que fazem sua pele arder, sabe?.E haja,lip balm,casacos quentinhos,meias,luvas,cappuccino…
Em dias assim procuro ficar fora de casa, saber até onde posso aguentar, mesmo que isso me leve a ter um resfriado: uma ideia nada inteligente,porém é mais forte que eu. E só estava 16° não dava pra matar ninguém.
Depois foi só um bom motivo pra tomar um banho quente,terminar meus trabalhos manuis e preparar um chá pra esquentar : corpo,alma e coração.
Confiram uma seleção de fatos e fotos que fiz para espantar o frio:

 *Colher as folhas secas descalço,só pra sentir o chão gelado.

*Colocar comida para os pássaros
Aqui sempre tem muitos pássaros voando,mas nunca dei conta de fazer uma foto digamos assim: digna.Agora que tenho um comedouro com muitas sementes coloridas espero que eles me visitem com mais frequência,na verdade eu já recebi alguns: rolinhas,sabiá,bem-te-vi,joão-de-barro e pardal; no entanto eles não querem saber de ser fotografados, mas eu sei que  vai levar um certo tempo até eles se acostumarem com a minha presença.

 
* Preparar chá

 *Costurar roupinhas de criança

Tecidos engraçados me motivam a costurar, e agora a pequena Isadora tem pijamas confortáveis. Não vejo a hora de ver a cara da Michelle quando receber todas elas.Espero que a Isa tenha doces sonhos…

*Tricotar
Minha gola de tricô ficou pronta: simples e com um pequeno botão forrado que posso trocar por qualquer outra cor,quando bem entender 🙂

*Procurar e encontrar um café bonito pelo caminho

 Piso de madeira e pés palito, tem coisa mais apaixonante?

*Fotografar gente que não conheço sem que elas percebam

E meu amor relaxando em meios as almofadas no fim do dia.
Em resumo: até mesmo em dias cinzentos,é possível encontrar algum tipo de prazer, por menor que ele seja, vale cada esforço…
🙂