Mil Fotos Pra Você

Aleatoriedades…

maio 11, 2017

A minha semana merece um Vade Retro em alto e bom som, porque muita coisa vem dando errado desde que este mês começou  – estou doente desde sábado; sábado esse que foi meu aniversário, e eu poderia perfeitamente ter usado um chapeuzinho de papel sobre a cabeça, esperar o grande momento de assoprar as velhinhas sozinha, para celebrar minha existência e blá, blá,blá. No entanto essa data só significa, que  o pior dia dos 365 dias do ano chegou.

Sempre detestei fazer aniversário, não sei explicar só fico profundamente triste neste dia. Além do mais, não acredito que a  passagens das datas comemorativas mudem alguma coisa, como muitos acreditam…

Ficar dentro de casa por tanto tempo me deixa mais irritada e incomoda mais que a dor que sinto. Acredito que meu mau humor tem mais haver mesmo com o fato de que precisei adiar minha viagem; estou precisando urgentemente de um tempo só pra mim, quebrar o ciclo vicioso que me ronda constantemente.

No feriado, estive na minha cidade “amorzinho, favorita tudo de bom” – Pirenópolis, mas certamente o mês já dava os primeiros sinais que não seria legal, ao invés de ficar na cidade, não, a esperta aqui resolveu que iria a Venda do Bento, um restaurante dentro de uma fazenda que na minha opinião já foi incrível, quando era um espaço pequeno – Tem comida boa, porém cara, tem muito verde, e um montão de coisas antigas espalhadas pelo lugar.

Mas agora que cresceu, ficou um tanto impessoal. O lugar ainda é bem familiar, tipo: cheio de pais, filhos e muito choro de crianças que faz qualquer um que não tenha filhos enlouquecer e querer sair de lá rapidinho. Foi o que eu fiz. Porque você procura um lugar para curtir o feriado, colocar as ideias em dias e ficar calma. Mas todavia não foi bem isso que aconteceu.

Bento, tchau e bença, porque não volto nunca mais! Ok! quem sabe em um dia mais calmo, eu volte…


Procura-se quem tenha tempo para vender – O  Reverson, melhor compositor de todos os tempos e meu amigo mais louco, andou puxando minha orelha, porque não andei treinando com meu ukulele. Preciso de umas seis horinhas a mais para fazer tudo o que preciso, e isso é sério.

Precisando fazer uns paranauê, pra acabar com essa mandinga que baixou por aqui, não posso deixar a peteca cair, não é verdade ? – Vade retro!  🙂 

 


Beijo no coração…

You Might Also Like

4 Comments

  • Reply femariaotoni maio 11, 2017 at 7:07 pm

    Eitaaaa Morg, acho que estamos todos mal ultimamente né…esses ultimos tempos, minha avó finalmente descansou mas não sei como me sinto, só sei que sinto falta dela, nunca conheci o pior lado dela, só conheci o amoroso, as vezes briguento que dava medo …agora, nem o blog to mexendo, me sinto triste, sem animo pra nada…ficar perto da minha familia tem me deixado pior e é tão triste dizer isso porque eu amo eles isso é fato mas não me faz bem e ao mesmo tempo tenho no fundo medo de ir embora, morar sozinha mas sabe Morg, mesmo que eu more com alguém, só farei isso se eu puder me manter, jamais vou querer nessa vida depender de alguém de novo porque é a pior coisa que existe acredite em mim.
    Muitas outras coisas tem acontecido comigo…os tempos estão dificeis mas eu tenho fé, acredito que vai ser para o melhor, veja bem eu, 16 anos com depressão, deixei de viver muita coisa e ainda sou malhada por muitos por pensar como eu penso mas eu não sei ser outra coisa que não seja eu mesma.
    Você vai ficar bem acredite….quando puder, viaja aqui pra SP, vem conhecer o Horto Florestal, comer bolo feito em casa e sem leite ainda ehehee faz bem.
    Eu fico triste por ouvir os passarinhos mas eles sempre fugirem, queria amizade com eles, queria ver eles de pertinho acho eles a coisa mais linda e pura passaro e borboleta é algo que me deixa feliz e aaaa tem um cachorro aqui que gosta de passear na rua, o Rex, você ia ficar doida com ele, todo mundo fica, ainda vou tirar foto do danado…é que ele é atentado demais ehehee
    Fica bem viu Morg beijoooo
    PS: O gato, o Bob, não ficou mesmo, foi triste, to com saudades, me apeguei já mas antes de tudo a felicidade do gato vinha em primeiro, não ia ser egoista de querer ficar com ele vendo que ele não podia ser um gato…

    • Reply Morgânia Lima maio 11, 2017 at 7:31 pm

      Amiga, precisamos fazer uns paranauês…Mas o Bob foi para onde?
      Garota quem tem um gatinho agora sou eu, ele entrou na fábrica e eu coloquei o bicho no colo e trouxe para casa, pensa em uma mãe boba de gato? Sou eu! Estou comprando tudo que vejo pela frente para ele; essa semana vai para o veterinário, porque acho que ele só tem um mês de vida 🙂 Pelo menos uma coisa boa aconteceu para esse mês de mandinga brava que baixou por aqui, kkkkkkk!
      Beijos!

  • Reply femariaotoni maio 12, 2017 at 7:41 pm

    O Bob tá na casa da minha tia gateira, pelo menos ele tem companhia de 14 gatos hahahaa… ainda vou visitar ele, tô com saudades sabia… mas achei melhor pra ele .
    Aaa por isso vou ter gato só quando morar sozinha, pra poder fazer isso que vc tá fazendo rss
    Eu ia mudar a casa toda, comprar e fazer brinquedos deixar dormir na cama hahahaaa minha mãe não queria mudar nada , nem quis tirar os enfeites nada, tentou limitar o espaço dele, foi péssimo
    Eu vou no médico, te conto depois em particular hahahaa
    Mas é, temos mesmo que fazer uns paranaues kkkkk

  • Deixe uma resposta