Oi!

Fui Buscar Um Abraço!

setembro 30, 2014

Essa semana chegou um e-mail com o
seguinte comentário:“É engraçado conhecer a pessoa
pessoalmente só depois que já são amigas. Não consigo imaginar com é” (Letícia Ferreira).

Em resposta, vou tentar esclarecer
a essa dúvida baseada em minhas experiências sobre o assunto, que é tão comum
mais ainda sim, um tanto confuso para quem ainda não passou por essa situação. A
princípio pode parecer estranho, mas até agora as minhas experiências foram positivas;
porque cada encontro foi diferente.
E com a Patrícia Becalli foi
ainda mais inusitado – já que tivemos nosso primeiro contato através de um cartão
natalino de um amigo secreto a convite da querida Fernanda Torres,
isso em plena era da internet. 
Poderia ter ficado por isso
mesmo, a Pat não precisava responder, no entanto ela enviou uma carta de
agradecimento, e foi esse comportamento que gerou a amizade, que no sábado
passado deixou de ser on-line para tornar-se física.
Foram dois anos de e-mails,
muitos comentários, presentes – a Patrícia tem um blog irresistível. Uma
segurou a barra da outra; porque ambas estavam passando por tribulações
complicadas. E no meio disso tudo a nossa amizade só fortaleceu e ela acabou se
tornando minha amiga íntima. Só que em momento algum foi cogitada a
possibilidade de nos falarmos ao telefone, ou usar o Skype.
Acredito que, no fundo a gente
queria manter isso em sigilo. E de certa forma era uma curiosidade boa.
E a primeira sensação que tive foi
de tranquilidade – porque em nenhum momento meu coração ficou acelerado ao ponto
de achar que ele iria sair pela boca – isso já aconteceu em outras situações.
Para contar mais um pouco sobre o
nosso encontro, no mesmo dia conheci a mãe, o namorado, e dois amigos da Patrícia
no Dom Camaleone – um restaurante italiano e pizzaria que fica em Vitória,ele tem um estilo meio pub e todos os garçons se vestem com roupas de hippie e são extremamente atenciosos,vale muito a pena visitar.
Resumindo: estou vivendo esses dias em uma cidade com trinta e quatro ilhas (e morro de medo do mar)  sem dia certo pra voltar pra casa, só porque um dia a Pat me prometeu um abraço.

🙂

Por hora é isso porque estou indo para praia.
Ah, e eu não sei mais como fazer fotos elas estão péssimas hahahah!

🙂

You Might Also Like

8 Comments

  • Reply Patricia setembro 30, 2014 at 8:23 pm

    Iradíssimo conhecer a Morgs! Tô um tanto curiosa pra ver essas fotos do apê, kkk. Gostei muito do post, espero que o tempo melhore apra vc captar mais fotos!!

  • Reply morgania setembro 30, 2014 at 9:10 pm

    Vou mandar. Não vejo a hora de encontrar com você! Beijos

  • Reply Fernanda Maria setembro 30, 2014 at 11:38 pm

    Ai gente, que tudooo eu ainda to querendo conhecer a Morgânia, ainda consigo né eheheheee
    Duas lindas, amei, fotos lindas, tudo mais que lindo…
    É, eu to devendo cartas pra Deus e o mundo vergonhaaa rsss
    Bjs mil Morg.

    • Reply morgania outubro 1, 2014 at 1:03 am

      Ah, sim claro.Preciso conhecer São Paulo e lógico, você Fernanda 🙂
      Beijos e se cuida.

  • Reply Laura Nolasco outubro 1, 2014 at 12:36 am

    Hahah, se eu contar que a única vez que encontrei alguém que conheci na internet, esse alguém era minha irmã, você acredita?
    Até contei essa história direito lá no blog… mas é simplesmente maravilhoso e hoje em dia ela é uma grande amiga!
    Beijos Morgs!

    • Reply morgania outubro 1, 2014 at 1:04 am

      Nossa que história fantástica Laura.
      Beijos te adoro.
      🙂

    • Reply Patricia outubro 1, 2014 at 5:51 pm

      que louco isso!! como assim? vou ler lá no seu blog, Laura! estou curiosa! kkk, bjs

  • Reply Nanda Torres outubro 22, 2014 at 9:41 am

    Nossa, que emoção!!!!!!! *-*
    Vocês são duas queridíssimas que eu sonho em conhecer, o dia que as coisas estiverem melhor ($$) por aqui, prometo dar uma voltinha em Taguatinga e outra no litoral capixaba haha <3

  • Deixe uma resposta