Mil Fotos Pra Você The Road Is Home

Cariocando em Goiás

setembro 1, 2016

cariocando_morganialima

                                                          “Eu não fiquei sonhando, eu realizei meus sonhos”

                                                                                                                                                                              Gil  

O tempo estava abafado e quente, mas as nuvens escuras insinuavam uma chuva, que acabou não vindo, e só alguns pingos, caíram no chão. Atravessei depressa a estreita rua Aurora e avistei um sobrado antigo entre as árvores: de cor branca e grandes janelas verdes talhados em madeira onde funcionava uma antiga marcenaria, que tem mais de cem anos de construção. Não é a primeira vez que passo por essa rua em frente a este prédio, mas é a primeira vez que encontro-a em pleno funcionamento, não a marcenaria, que fechou suas atividades há muito tempo, mas o Cariocando  Musical Bar e Restaurante que está a todo vapor.

Sentei em uma mesa na parte externa e esperei o garçom, então algo inusitado aconteceu: fui recepcionado pelo dono.

Gilberto é uma dessas figuraças.

Carioca, economista de profissão, aos 65 anos tem uma energia vital de um adolescente de 17 anos, pronto para desvendar o mundo sabe? Atitude que eu nunca tinha visto antes em nenhum ser humano com essa idade.

Ele me recebeu como alguém que já me conhecia há muitos anos, o que depois de algumas horas conversando e ouvindo suas  histórias no ramo dos restaurantes e de suas viagens pelo mundo e lições emocionantes de vida, me fez questionar sobre alguns aspectos da minha vidinha sem graça…

– Gostaria de entrar para fotografar ? –  perguntou – referindo-se ao outro cômodo do restaurante.

-Ah, sim seria ótimo – eu disse, tentando não socar o ar num gesto de vitória, por ter conseguido exclusividade para fotografar.

E entrei no espaçoso restaurante. Mesmo depois da reforma, explicou que fez questão de preservar o teto e janelas que são originais da época, e isso me soou tão poético, a mistura do antigo com o moderno fez um casamento perfeito na minha humilde opinião.

E percebendo todo o meu interesse em fotografar tudo, falou que ia me apresentar a uma cervejaria onde é fabricada a cerveja de Pirenópolis. Mas antes, disse ter um presente pra mim, e saiu da cozinha com um caldo de feijão, o melhor que já experimentei. E antes mesmo que pudesse acabar de comer meu presente, tive que deixa-lo para acompanhar o Gil. Atravessamos a rua com mais um casal de outra mesa e em uma fração de segundos invadimos a fábrica artesanal, o que deixou o atendente um pouco atordoado, em meio a uma avalanche de perguntas, sobre  o processo de fabricação da cerveja, ingredientes e cliques; e eu estava achando tudo uma experiência deliciosa…

Ou seja precisa ter pique para acompanhar o Gil. Tudo acontece muito rápido.

De resto: cerveja gelada, música ao vivo, comida de excelente qualidade, a conversa que flui de maneira simples e gostosa. Até aí tudo igual, certo? Todo bar/restaurante tem isso, de fato, mas o diferencial no Cariocando, sem sombra de duvidas, é o Gil. Um tipo de pessoa que eu desejo que atravesse meu caminho a cada esquina, me inspirando e passando uma confiança mesmo que imaginária a fazer minhas próprias viagens.

cari_morganialima

tupi_morganialima

pas_morganialima

luz_morganialima

mu_morganialima

esc_morganialima

bancada_morganialima

interno_morganialima

lolau_morganialima

amn_morganialima

cp_morganialima

cf_morganialima

pe_morganialima

sdc_morganialima

cerv_morganialima

gilberto_morganialima

seu_morganialima

Se você ficou com vontade de conhecer o lugar e claro o Gil, o Cariocando abre de quinta à domingo na rua Aurora, n/20 em Pirenópolis – Goiás.

Fica a dica!

Beijo!!!

 

 

 

You Might Also Like

5 Comments

  • Reply Fernanda Maria setembro 1, 2016 at 11:09 pm

    Oi Morg,
    Quanto tempoo ein menina rsss
    Cada dia mais tira fotos lindas, queria visitar esse lugares que você visita e Minas que você foi? aaaaa Minas, meu coração bate forte é amor eterno, espero um dia morar em algum canto de Minas, amo não apenas Minas como os mineiros, eles tem um coração tão bondoso e hospitaleiro que é difícil querer ir embora rsss
    E essa cidade? e essa cervejaria? nossa, amei, to amando ver cervejas artesanais mas ainda não pude experimentar, sãoo caraaaas rss
    Amei as fotos óbviooooo
    Menina, vou fazer um post contando tudo que anda acontecendo comigo, to te falando que minha vida da uma ótima novela mexicana ahahahahaaa
    Beijos mil

    • Reply Morgânia Lima setembro 1, 2016 at 11:45 pm

      Fernanda eu também pensava exatamente isso dos mineiros, até certa vez em uma revistaria o dono ter um comportamento grosseiro comigo, só porque eu queria comprar um livro, na hora tive vontade de surtar com o senhor, mas depois, acabei dando uma gargalhada, porque nem eu acreditei no que estava acontecendo, ficava pensando onde estaria a doçura deste mineiro? No final todas as pessoas riram junto comigo, menos ele é claro…
      Ah, Fê, acho que a vida de todo mundo serve de roteiro para uma bela novela mexicana, mas a verdade é que nem todos nós gostamos de ficar chorando as pitangas, né?
      E as cervejas tanto as importadas como as brasileiras artesanais são caras, mas vale a pena.
      Mas vou lá depois ler sua novela…
      Beijos

  • Reply Faby Tsukino setembro 15, 2016 at 1:22 pm

    Fiquei com água na boca com o caldinho de feijão e esses pedacinhos de frango. YUMMY!

    • Reply Morgânia Lima setembro 15, 2016 at 1:30 pm

      Nem fala Faby, estou voltando esse fim de semana pra lá, vou para um evento sobre adivinha???
      Comida e cinema, ô beleza né?
      Beijos.

    • Reply Morgânia Lima setembro 15, 2016 at 1:30 pm

      Nem fala Faby, estou voltando esse fim de semana pra lá, vou para um evento sobre adivinha???
      Comida e cinema, ô beleza né?
      Beijos.

    Leave a Reply